A explosão das novas mídias em 2020
Com menos de um mês para o fim de 2020 iniciamos a preparação das nossas listas de desejos para o próximo ano. Entretanto, pela primeira vez na história, todas as pessoas, do planeta, têm algo em comum nessa lista: a expectativa pela vacina contra o coronavírus. A pandemia impôs para todos a necessidade do isolamento e concomitantemente a mudança dos nossos hábitos e rotina. A roupa que comprávamos apenas se pudéssemos experimentar foi substituído pela fita métrica em casa e instruções de medidas do site da loja; A comida que comíamos apenas no restaurante começou a ser feita em casa e nos arriscamos, muitos pela primeira vez, a comprar itens para a preparação dessas receitas, nunca antes comprados; Os pedidos de delivery explodiram desde pedidos em mercados de bairro a restaurantes finos. O fato é que com a mudança no consumo, pequenas, médias e grandes empresas precisaram se adaptar e “correr contra o tempo” para entregar os seus serviços/produtos de forma online. O que antes era considerado como – novas mídia e/ou termos em inglês que um dia seriam aplicados- tornaram-se emergenciais para a sobrevivência dos negócios.
Open chat